quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

HELENO NEGA ESPIONAGEM DE BISPOS

Heleno nega espionagem de bispos e diz que só dará explicações se for convocado

Macaque in the treesO general Augusto Heleno, chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) do governo de Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira, 12, que só dará explicações sobre acusações de espionagem de bispos à Câmara se for convocado. "Se fosse convidado, não. Se for convocado, sou obrigado a ir", disse.

Deputados da oposição já falaram em levar o ministro para prestar explicações das atividades de inteligência sobre o chamado "clero progressista". Como revelou o jornal O Estado de S. Paulo, o Planalto recebeu relatórios com detalhes das reuniões de preparação do Sínodo da Amazônia, que reunirá em Roma, em outubro, bispos de todos os continentes.

O governo quer conter o que considera um avanço da Igreja Católica na liderança da oposição. O alerta ao governo veio de informes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e dos comandos militares. Heleno nega espionagem.

Nenhum comentário: