terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

CURRAIS NOVOS: O VEREADOR QUE AFRONTOU GOVERNO FÁTIMA

Sargento eleito vereador sob alcunha de cabo afronta Governo Fátima

Esta terça-feira, 12, foi um dia atípico para o vereador Cabo Ezequiel, que se elegeu, em 2016, para a Câmara de Currais Novos, município distante 172 km de Natal, com a candidatura pelo Partido Solidariedade, tendo obtido 803 votos. O parlamentar da cidade interiorana foi, talvez, a fonte mais procurada pela imprensa. Afinal, começou por ele a ação judicial que obriga a governadora Fátima Bezerra, do PT, a rever o cronograma de pagamento dos servidores.

Apesar de eleito sob a alcunha de cabo, o policial militar que se aposentou após a eleição em 2016, na verdade, é sargento. “Passei quase 10 anos trabalhando como cabo e bem menos tempo graduado como sargento. Então, aqui no interior, o posto anterior ficou impregnado, o que não faz diferença pra mim”, explicou o homem que dedicou 30 dos 52 anos de idade à carreira na Polícia Militar do Rio Grande do Norte.

Ezequiel Pereira da Silva Neto, o nome completo do vereador, deixa claro que tem interesse direto na mudança do cronograma seguido pela governadora. “Sou um funcionário público. Os décimos (13º salários) de 2017 e de 2018, eu não recebi. Hoje, dia 12, é dia de pagar meu cartão de crédito, e cadê o dinheiro que o Estado me deve?”, indagou.

É, justamente, pela regularização dos atrasos deixados pelo ex-governador Robinson Faria, do PSD, que o vereador entrou na Justiça. “Eu sei que a governadora Fátima recebeu uma herança muito ruim. Mas não pode ela continuar a pagar apenas os vencimentos da gestão dela. Desse jeito, só quem tem salário em dia é ela e os comissionados dela. Os servidores, mesmo recebendo, ainda estão com os atrasos”, comentou.

Nenhum comentário: