quinta-feira, 25 de outubro de 2018

PT CONTINUA ATIRANDO A ESMO

As balas de prata do PT

Apesar de dizer que a denúncia inepta da Folha de S. Paulo não vai afetar o resultado de domingo, Merval Pereira avisa Jair Bolsonaro que o eleitorado não está disposto a dar-lhe um cheque em branco:

“A manutenção de distância confortável do candidato Jair Bolsonaro a quatro dias da eleição presidencial mostra como os votos cristalizados dos dois concorrentes praticamente impedem uma reviravolta na reta final, a não ser que algo inacreditável aconteça. Em vez de uma bala de prata, o PT gastou várias, e nenhuma acertou o alvo.

Mas balançaram a antes inabalável situação de Bolsonaro: o número de pessoas que não votariam nele aumentou, superando os que votarão com certeza. E diminuiu a rejeição ao candidato petista. Embora a diferença esteja na margem de erro, é uma boa nova para Haddad, oferecida pelo próprio adversário e os seus, que continuam sendo os principais adversários deles mesmos (…).

Dificilmente a diferença que separa Bolsonaro de Haddad será descontada a tempo, mas a redução da distância, que deve ser confirmada ainda nesta semana pelo Datafolha, é um aviso de que o presidente, por mais votos que tenha, não tem um cheque em branco da sociedade.”

Nenhum comentário: