quarta-feira, 24 de outubro de 2018

EUA: OBAMA E CLINTON RECEBERIAM EXPLOSIVOS EM CASA

Explosivos são enviados para os ex-presidentes Obama e Clinton

Pacotes com explosivos foram enviados a ex-presidentes americanosO Serviço Secreto dos Estados Unidos reportou, nesta quarta-feira (24), que diversos pacotes suspeitos, supostamente com explosivos, foram enviados às residências dos ex-presidentes Barack Obama e Bill Clinton e ao prédio Time Warner Center, em Nova York — onde se situam os estúdios da rede de notícias americana CNN.

"Os pacotes foram imediatamente identificados durante os procedimentos rotineiros de inspeção de entregas como um potencial dispositivo explosivo e foram prontamente tratados como explosivos", disse o Serviço Secreto americano no Twitter.

"Ambos os pacotes foram interceptados antes de serem entregues para os destinatários. Os protegidos [Obama e Clinton] não receberam os pacotes nem correram o risco de recebê-los", acrescentou o comunicado. 

O pacote enviado à casa do ex-presidente Bill Clinton tinha como destinatária a ex-secretária de Estado americana Hillary Clinton, mulher de Bill. A embalagem foi deixada ontem e achada por um técnico que examina as cartas para o ex-presidente e para a ex-primeira-dama, na residência deles, em Chappaqua, Nova York.

O segundo pacote suspeito foi detectado em correspondência enviada para o escritório de Obama e foi interceptado pelo serviço secreto em Washington, capital dos Estados Unidos.

De acordo com autoridades, Obama e o casal Clintons não correm riscos.

Prédio da CNN em NY também recebeu explosivosRede CNN
O pacote de explosivos encontrado na sala de correspondências da rede de notícias CNN, no Time Warner Center, cotinha bombas caseiras, mas funcionais, de acordo com a própria emissora. O local foi esvaziado. 

Anteriormente, a rede CNN havia relatado que um dispositivo também havia sido enviado à Casa Branca, em Washington, e sido interceptado na instalação militar Joint Base Anacostia-Bolling. No pacote, teriam sido encontrados projéteis. Porém, o serviço secreto desmentiu, fato confirmado pela própria CNN.

A mídia local reporta que parte dos artefatos são semelhantes ao encontrado em uma caixa de correio do lado de fora da residência em Nova York do financista bilionário George Soros na segunda-feira (22). 

r7

Nenhum comentário: