sábado, 8 de setembro de 2018

VENEZUELANOS DEIXAM O BRASIL APÓS CONFUSÃO COM MORTES

Venezuelanos deixam Roraima e retornam ao país após confusão com morte de brasileiro e imigrante

Venezuelanos embarcam em ônibus para serem repatriados a Venezuela nos arredores do abrigo Jardim Floresta, em Boa Vista (Foto: Emily Costa/G1 RR)Um grupo de aproximadamente 100 venezuelanos embarcou em ônibus para voltar ao país natal na manhã deste sábado (8) em Boa Vista. A saída, em meio a um clima tenso, aconteceu menos de dois dias após um brasileiro e um venezuelano serem assassinados durante uma confusão nos arredores de um abrigo para refugiados sem-teto.

O embarque começou no início da manhã em um acampamento vizinho ao abrigo e foi acompanhado por representantes do Consulado da Venezuela em Roraima. Eles não quiseram conceder entrevista, mas garantiram que a repatriação dos imigrantes em ônibus fretados pelo governo Maduro foi "por livre e espontânea vontade".

Entre os venezuelanos que embarcaram e os que decidiram ficar os relatos foram os mesmos: há um clima de tensão desde as mortes do brasileiro e do venezuelano. Eles temem conflitos semelhantes ao que aconteceu em 18 de agosto quando acampamentos de refugiados foram atacados e queimados em Pacaraima, na fronteira com a Venezuela.

"A situação está muito crítica. Estamos correndo perigo, não dormimos bem, temos que ficar correndo para nos proteger", disse Lenin Tamaronis, 18, que decidiu regressar a Maturín, na Venezuela, com a mulher e o filho de 1 ano. "Estávamos vivendo na rua acerca de um mês".

Nenhum comentário: