segunda-feira, 10 de setembro de 2018

NATAL: MP APURA SE HOUVE TROCA EM AUMENTO DE TARIFA POR DOAÇÃO

MP investiga se aumento de tarifa de ônibus de Natal foi autorizado em troca de doações para campanhas eleitorais

Carlos Eduardo e Álvaro Dias, investigados pelo MP, em ato de campanha neste final de semana, na região Seridó  (Foto: Assessoria de Carlos Eduardo/Divulgação)O Ministério Público do Rio Grande do Norte abriu um inquérito civil para investigar a suposta prática de ato de improbidade administrativa que teria sido praticado pelo atual prefeito de Natal, Álvaro Dias (MDB) e pelo ex-prefeito Carlos Eduardo Alves, atual candidato a governador do estado pelo PDT.

A investigação vai apurar se Carlos Eduardo e Álvaro Dias autorizaram o aumento da tarifa do ônibus de Natal em troca de recebimento de propina em forma de doação eleitoral que seria realizada por um empresário, proprietário de uma empresa de ônibus, para as candidaturas de Carlos Eduardo a governador e de Adjuto Dias, filho de Álvaro Dias, para deputado estadual.

A portaria do dia 28 de agosto determinou a abertura do inquérito civil, mas não foi publicada no Diário Oficial do Estado, porque o promotor substituto Márcio Cardoso Santos, da 44ª Promotoria do Patrimônio Público de Natal, determinou o sigilo da investigação. Porém, o G1 e a Inter TV Cabugi tiveram acesso ao documento em pesquisa pública dentro do próprio site do Ministério Público.

Em nota, a Prefeitura de Natal afirmou que "o reajuste tarifário do transporte público segue critérios eminentemente técnicos e um processo que é regulamentado por lei" e "foi aprovado por deliberação independente do Conselho Municipal de Transportes e Mobilidade Urbana (CMTMU), composto por 31 membros".

Nenhum comentário: