segunda-feira, 2 de abril de 2018

NATAL: O "ROMBO" DE CARLOS EDUARDO

Prefeito Carlos Eduardo pode deixar rombo de R$ 175 milhões para o vice
 
Álvaro Dias assumirá Prefeitura de Natal caso Carlos Eduardo renuncie até o final da semanaA Prefeitura de Natal já viveu momentos financeiros melhores. E para constatar isso, basta observar os últimos balanços anuais divulgados pelo Município, onde é possível constatar que os “restos a pagar”, ou seja, basicamente os valores os valores contratados, executados, mas não pagos pela gestão Carlos Eduardo Alves (PDT) até 31 de dezembro de 2017, já ultrapassaram a marca dos R$ 175 milhões. O valor, inclusive, representa um crescimento de mais de R$ 50 milhões em comparação ao ano fiscal de 2016, e poderá cair na conta do futuro prefeito, Álvaro Dias, caso Carlos Eduardo confirme mesmo sua renúncia para disputar o Governo do Estado.
As informações estão disponíveis no portal da transparência do município. No relatório resumido de execução orçamentária, referente a janeiro e dezembro de 2017, é possível e constatar que os restos a pagar empenhados e não liquidados do exercício foram de R$ 175.026.180,71. A quantia cresceu mais de R$ 55 milhões comparação a 2016, ano de reeleição do prefeito CarlosEduardo, quando o Município fechou o exercício fiscal devendo R$ 120.274.106,56.
O controlador-geral do Município, Dionísio Gomes, porém, ressalta que esse valor não é exclusivamente da Prefeitura. “Quando a gente fez o orçamento de 2017, contávamos com uma arrecadação de ‘X’, como a arrecadação não se materializou por conta da crise ainda mais presente, deixamos algumas obrigações, umas com recursos próprios, outras com recursos federais, e outros de convênios com a saúde, por exemplo. Então, não é só dá Prefeitura”, explicou o controlador-geral.

Nenhum comentário: