sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

ICMS: O RN ARRECADOU COM FORÇA EM NOVEMBRO

Arrecadação de ICMS em novembro é a 2ª maior da história do RN

Uma boa notícia para o Rio Grande do Norte: a Secretaria de Tributação está fechando o balanço da arrecadação de ICMS – Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços do mês de novembro e o montante parcial já ultrapassa os R$ 482 milhões de reais. É a segunda maior arrecadação da história do Estado, superando em mais de R$ 43 milhões a arrecadação do mesmo período do ano passado.
Na avaliação do presidente do Sindicato dos Auditores Fiscais, Fernando Freitas, os números revelam o resultado do esforço do Fisco para cumprir o compromisso assumido com a sociedade de intensificar o combate à sonegação fiscal e incrementar as Receitas, com intuito de ver regularizados os pagamentos dos salários dos servidores estaduais e a melhoria do quadro fiscal do Rio Grande do Norte.
“A arrecadação de novembro é fruto do esforço fiscal que estamos fazendo, com diversas operações especiais voltadas ao combate de ilícitos tributários, barreiras nas estradas e fiscalizações itinerantes nos estabelecimentos comerciais. Vamos superar a meta do plano de incremento da arrecadação própria entregue ao Governo na última audiência no final de outubro”, destacou Freitas. Nos últimos 2 meses, são mais de R$ 74 milhões de aumento nas receitas próprias, fruto principalmente da atuação competente do Fisco do RN, e de seu compromisso com a sociedade Potiguar. “Estamos fazendo a nossa parte, o Governo tem que fazer também a sua, voltando com os investimentos sistemáticos na Administração Tributária, e principalmente, honrando o direito de recebermos em dia e propor um calendário para os nossos salários”, finaliza o presidente do Sindifern.
Somando o acumulado do ano, a arrecadação própria já rendeu aos cofres públicos em 2017 quase R$ 5,1 bilhões de Reais. Lembrando que o total de novembro ainda pode subir, devido a ajustes na compensação bancária.
A arrecadação própria do Estado é composta por 3 impostos, sendo o principal deles o ICMS – Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, além do IPVA (imposto sobre a propriedade de veículos) e do ITCD (imposto de transmissão causa mortis e doações).
As ações fiscais vão continuar no mês de Dezembro e os Auditores esperam fechar o ano de 2017 com arrecadação total superior a R$ 5,5 bilhões.

Nenhum comentário: