segunda-feira, 11 de setembro de 2017

PASTOR RADICALIZA CONTRA BÍBLIA GAY

Pastor é processado por “injúria e difamação” após pregar contra “Bíblia gay”

O pastor Abílio Santana é bastante conhecido no país, especialmente no meio pentecostal, por conta de suas ministrações e também pelas declarações polêmicas. Por causa de um vídeo publicado por ele nas redes sociais em março deste ano, o líder religioso irá responder uma ação judicial por injuria e difamação.
Os autores do processo, aberto na 5ª Vara Criminal do Estado da Bahia são os militantes LGBT Jefferson Raphael Caetano Lira e José Marvel Queiroz de Sousa. Eles ingressaram com uma queixa-crime contra Santana após o pastor ter criticado a publicação da Bíblia Graça Sobre Graça, comentada por Marvel, que se apresenta como pastor e teólogo.
Dizendo que estava fazendo um alerta para os cristãos, Abílio diz no vídeo que as pessoas deviam “ficar atentas” ao comprar uma Bíblia pois poderiam estar adquirindo uma “Bíblia gay”. Ao comentar o assunto, mostrou fotografias de Marvel e o mencionou nominalmente.
Explicando de forma irônica que essa versão tiraria versículos bíblicos para justificar o comportamento homoafetivo, Santana disse: “Nessa Bíblia não consta Levítico 18:22, onde está escrito: Não te deitarás com homem como se fosse mulher”. Ele também afirmou que haviam sido retirados outras passagens bíblicas que condenam os homossexuais, tanto no Antigo quanto no Novo Testamento.
Marvel, que é responsável pela igreja inclusiva “Cidade de Refúgio” no Distrito Federal, vive maritalmente com Jefferson, que seria evangelista da mesma congregação. A versão Graça sobre Graça não exclui versículos, optando por apresentar comentários de rodapé com uma interpretação própria das passagens.

Fonte: Gospel Prime

Nenhum comentário: