terça-feira, 29 de agosto de 2017

VENEZUELA: CORRUPÇÃO MADURA

Ex-procuradora-geral diz que Maduro desviou entre US$ 8 e 10 milhões só com a Odebrecht

Resultado de imagem para MADUROA ex-procuradora-geral venezuelana Luisa Ortega acusou, na Costa Rica, o presidente Nicolás Maduro de desviar entre US$8 e 10 milhões do governo e assegurou que o ato está relacionado ao escândalo da construtora brasileira Odebrecht. Ortega assegurou que as provas do suposto desvio de dinheiro de Maduro serão entregues aos Estados Unidos, que impôs novas sanções financeiras contra o governo venezuelano e a petroleira estatal PDVSA na sexta-feira.

— No caso da Odebrecht, há muitos funcionários venezuelanos comprometidos. O presidente Nicolás Maduro levou de US$ 8 a 10 milhões do tesouro nacional em efetivo e pagou um imporante firma, utilizando como fachada a empresa venezuelana Contextus Comunicación Corporativa, propriedade de Mónica Ortigoza Villasmil, mulher de Alejandro Escarrá Gil, sobrinho de Herman Escarrá, membro da Constituibnte— assinalou Ortega de uma entrevista coletiva na Costa Rica
Ortega ainda denunciou que autoridades de seu país teriam assassinos de aluguel para tentar matá-la e também matar outros procuradores que pretendem denunciar os abusos atribuídos ao governo do presidente Nicolás Maduro. Ortega chegou nesta segunda-feira à Costa Rica, onde visitou a Corte Interamericana de Direitos Humanos para apresentar seus argumentos sobre a situação na Venezuela.


O Globo

Nenhum comentário: