segunda-feira, 3 de julho de 2017

FIQUE POR DENTRO


Os advogados do presidente Michel Temer (PMDB), Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) estariam articulando o lançamento de um manifesto para questionar a atuação da Justiça e do Ministério Público (MP).
O “pai” do manifesto dos criminalistas é o ex-presidente Lula. A ideia, que antes se restringia a trocas de mensagens no grupo, ganhou força depois do ato de desagravo aos defensores do petista, em maio, em São Paulo. Os questionamentos à delação da JBS deram o impulso final na articulação.

Painel da Folha

Nenhum comentário: