sexta-feira, 9 de junho de 2017

RN: ALVARÁ FALSO LIBERA PRESO

Preso 'fantasma', fugas e falso alvará deixam penitenciária potiguar, agentes e advogadas na mira do MP
 
George Gustavo da Silva (Foto: Polícia Civil/Divulgação)
O Ministério Público do Rio Grande do Norte está apurando uma série de crimes ocorridos dentro da Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP), na Grande Natal. Um dos casos trata de um ‘preso fantasma’. Na mira dos promotores, estão duas advogadas e três agentes penitenciários suspeitos de envolvimento nas irregularidades.
Uma das advogadas investigadas é Ana Paula da Silva Nelson, que voltou a ser presa na noite desta quinta-feira (8) por estar descumprindo restrições impostas pela Justiça. Até então, ela estava em liberdade provisória. A advogada havia sido presa inicialmente no dia 6 de setembro de 2016 durante a Operação Medellín – que investiga uma quadrilha de tráfico de drogas responsável por crimes de lavagem de dinheiro, ocultação de bens, direitos e valores.
O 'preso fantasma', a propósito, foi cliente de Ana Paula. Documentos, que segundo o MP foram falsificados, atestaram o bom comportamento dele, fato que levaram uma juíza a beneficiar o detento com o regime semiaberto. O detalhe é que o preso nunca pisou na Penitenciária de Parnamirim. A farsa, de acordo com as investigações, só foi descoberta quando o detento foi preso, em setembro de 2015, durante uma operação da Polícia Federal em combate a uma quadrilha de tráfico internacional de drogas. 
 
Clique no link abaixo e veja a matéria completa
 

Nenhum comentário: