sexta-feira, 30 de junho de 2017

ESTATAIS ENCHEM OS COFRES

Estatais registram lucro de R$ 10,48 bilhões no primeiro trimestre

EletrobrasComo resultado direto da Lei de Responsabilidade das Estatais, as principais empresas públicas brasileiras registraram lucro de R$ 10,48 bilhões no primeiro trimestre deste ano. O valor é 1.997% maior que o registrado no mesmo período de 2016, quando o lucro das cinco estatais foi de aproximadamente 500 milhões.
O desempenho das empresas nos três primeiros meses do ano foi apresentado nesta quinta-feira (29) pelo ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, durante a cerimônia que marcou um ano da sanção presidencial da Lei de Responsabilidade das Estatais.
Petrobras, Eletrobras e Caixa Econômica Federal, por exemplo, tiveram expressiva melhora no período. De acordo com o ministro, a melhora no resultado das empresas está relacionada com as mudanças promovidas pela lei. A norma estabelece regras para nomeação de diretores e conselheiros e torna mais rígido o processo de compras e licitações nessas empresas.
“Essa lei não só nos encheu de esperanças, mas nos encheu de resultados positivos e concretos que sinalizam que teremos nas gestões das estatais a qualidade técnica, profissional e os resultados que a sociedade tanto demanda do nosso estado”, disse.

Prazo
O Brasil tem hoje 151 estatais, sendo 103 com controle direto e 48 com indireto. Elas empregam cerca de 523 mil pessoas e têm patrimônio de mais de R$ 500 bilhões. De acordo com o Ministério do Planejamento, no ano passado elas realizaram investimentos de aproximadamente R$ 1,3 trilhão.
O prazo final para que essas empresas implantem a lei termina em 30 de junho de 2018. Banco do Brasil, BNDES e Petrobras já cumprem 100% das medidas. Outras 98,7% contam com assembleia geral em suas estruturas para reforçar a transparências nas gestões.
Será criado também um indicador de governança e acompanhamento de boa prática das estatais. Segundo Dyogo Oliveira, isso servirá para “que nós tenhamos a elevação de todas as empresas para o nível de excelência na gestão”.
 
Agora RN

Um comentário:

Anônimo disse...

Não é à toa que os EUA querem adquirir de qualquer maneira, por isso ajudaram no golpe contra Dilma pois ela era contrária às privatizações. O PSDB recebe uns trocados e se desfazem dando o lucro para outro país. Aí temos babacas que vivem nas ruas defendendo não sabem nem porque, só por que a globo diz que é bom. Brasil país de analfabetos.