quinta-feira, 25 de maio de 2017

MORO DISCUTE COM ADVOGADO DE LULA

Advogado de Lula e Moro batem boca em audiência

Cristiano Zanin, advogado de defesa de Lula, e o juiz Sergio Moro discutiram numa audiência realizada na tarde desta quarta (24).
O bate boca aconteceu durante o interrogatório de Pedro Barusco, ex-gerente da Petrobras, e Paulo Roberto Costa, ex-diretor da empresa.
Ambos são testemunhas de acusação na ação penal que investiga suposto esquema de corrupção envolvendo a Petrobras e a Odebrecht na aquisição de um terreno para o Instituto Lula.
Primeiro, os dois foram questionados primeiro pelo Ministério Público Federal. Em seguida, Cristiano Zanin assumiu as perguntas.
A discussão se inicia quando Zanin questiona Barusco sobre acordos de colaboração com autoridades de outros países.
Moro responde que todas as perguntas relativas a este acordo estão indeferidas, porque não teriam importância para o caso.
“Se é sobre acordo lá de fora está indeferida”, disse Moro.
“Vossa excelência está indeferindo a questão antes de ouvir? me parece um desrespeito com o advogado”, respondeu Zanin.
“É uma brincadeira”, rebateu Moro.
“Eu não estou brincando”.

VEJA

4 comentários:

Anônimo disse...

Veja bem que advogado é este fazer perguntas de coisas que não estão dentro do processo e ainda discuti com o Magistrado esta pedindo para seu cliente ser condenado, ou esta querendo atrapalha a ação da justiça é brincadeira. KAKAKAKAKAKAKAK.

Anônimo disse...

Esse Moro defende o PSDB e vem pousar de isento, de moralista. No caso do banco do estado do Paraná, o roubo deu no meio da canela e o ilustríssimo engavetou o processo.

Anônimo disse...



sergio moro querendo brincar em audiência ? moro pensa que estar ao lado de aécio tomando uisque e dando gargalhadas? a mulher de cunha gastou milhões da corrupção e moro sabe e confirma q foi fruto da corrupção, mais tb confirma q a mulher de cunha não praticou crime e a inocentou, então, pra moro: bandido é quem não comete
crimes e cidadão honesto é quem comete crime.

Anônimo disse...

Eu acho que todo juíz julga o que esta no processo, fora do processo não pode, e com sua conciência, imparcialidade, e acima de tudo com as provas dos autos do processo, julgar é muito difícil, agora falar besteiras é mais fácil , esqueceram das sentenças dadas por este juíz a todos da lava jato, só foi absolvida esta mulher e mesmo assim o MPF, apelou da sentença para segunda estância . Valeu kakakakakakakak.