sexta-feira, 19 de maio de 2017

ESPAÇO DO LEITOR


JOÃO, A SEMANA DO MEIO AMBIENTE DO IFRN SERÁ UMA BOA OPORTUNIDADE PARA SE DEBATER SOBRE O LIXÃO DE MASSARANDUBA E OS PREJUÍZOS AMBIENTAIS DELE ORIUNDOS, NOTADAMENTE OS GASES EMITIDOS ( FEDOR) E A CONTAMINAÇÃO DO LENÇOL FREÁTICO.

PAULO MOURA 


Na próxima segunda-feira (22) as aulas voltarão a sua normalidade na Escola Municipal Adele de Oliveira em Ceará-Mirim.

A Direção

 

5 comentários:

Anônimo disse...

Com certeza seria um bom momento para tratar do assunto referente ao mau cheiro entre outros danos que o lixão propicia a população de Ceará mirim,mas será que issso irá acontecer ou mais uma vez vão fechar os olhos e só pensar no dinheiro.Até porque "nosso" prefeito é empresário.

Anônimo disse...

E também da destruição do Olheiro da estação. foi destruído recentemente.

Anônimo disse...

Tem nada a ver com o atual prefeito.
Quem trouxe o lixão foi Ednolia Melo em 2004.
O prejuízo que ele já causou ao meio ambiente de Ceará Mirim é irreversível

Anônimo disse...

Falar em meio ambiente tem que falar em projetos, para ter projetos tem que ter dinheiro ou público ou privado, falar só em erros e que os mesmos continuam do mesmo jeito, as empresas que toma conta do lixo não se dão conta de suas responsabilidades perante os serviços prestados na nossa cidade, aí fica difícil, ver se tem dinheiro no orçamento do município para ser gasto no meio ambiente isto ninguém falar e nem procuram saber. Falar em meio ambiente tem que corta na raiz do problema se não é só balela e perca de tempo para o tal problema KAKAKAKAKAKAKAK.

Anônimo disse...

A ATUAL ADMINISTRAÇÃO NÃO TEM NADA HAVER COM ISSO? QUER DIZER QUE SÓ INTERESSA RECEBER O DINHEIRO DA BRASECO QUE PASSA DOS R$ 300 MIL MENSAIS? ISSO SÓ PODE SER PIADA.

TUCANINHO NA MUTUCA