segunda-feira, 17 de abril de 2017

HUMOR POLÍTICO

EXCLUSIVO: Nasce primeiro brasileiro não citado em delação da Odebrecht

O fato foi anunciado com assombro pela junta médica formada por obstetras, anestesistas, pediatras, oficiais de justiça, procuradores da república e o Japonês da Federal. Nasceu hoje, às 6h23 da manhã, no Rio de Janeiro, o primeiro brasileiro não mencionado em delação da Odebrecht. O parto foi acompanhado pelo obstetra Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, que deixou o hospital frustrado: “Em 50 anos de serviços prestados, nunca vi algo assim. É o primeiro brasileiro a não participar da lógica do toma-lá-gu-gu-da-dá-cá. Temo pelo meu futuro.”
O bebê ainda não foi nomeado por receio, da família, de que ele acabe sendo homônimo de alguma pessoa citada na Lava-Jato. “Pensamos em Michel, Luis, Eduardo, José, Aloysio, Fernando, Eliseu, Sérgio, Romero, Guido, mas nenhum funciona”, declarou a mãe. “Nem de Lindbergh dá pra chamar a maldita criança!”
O recém-nascido deverá ser periciado para a comprovação da imunidade judicial congênita. Um time de especialistas se reúne ainda esta semana para fechar o caso raro. Entre os peritos estão nomes como o Goleiro Bruno, o ex-polegar Rafael Ilha e a falsa grávida de Taubaté.
Em paralelo, a Panini anunciou ontem um recall do álbum de figurinhas da Lava-Jato. “Estamos pensando em relançar no formato enciclopédia”, explicou o porta-voz. São 97 nomes no STF e 178 outras instâncias. Não há papel pólen que aguente”, disse.

Nenhum comentário: