segunda-feira, 13 de março de 2017

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: TIRIRICA VOTA COM O POVO

Tiririca diz que não vai estragar carreira artística por causa da reforma da Previdência: “Vou votar com o povo”

Em seu sétimo ano de mandato, o primeiro palhaço eleito para a Câmara já tempo de Congresso para se declarar um parlamentar com relativa experiência. Depois de declarar voto a favor do impeachment de Dilma, única vez em que usou o microfone no plenário, Tiririca (PR-SP) se encontra diante de novo desafio: a reforma da Previdência. Mas como vai votar na reforma o dono da terceira maior votação da história da Câmara? “Vai depender do texto que chegar ao plenário. Mas vou votar com o povo”, afirma.
Tiririca diz não concordar com a fixação da idade mínima de 65 anos nem com a exigência de contribuição por 49 anos para a aposentadoria integral. “O cara vai morrer e não vai se aposentar nunca”, critica. Esses são dois dos pontos mais polêmicos da proposta de emenda à Constituição (PEC) enviada pelo governo Michel Temer ao Congresso.
Por causa desses itens controversos, Tiririca admite contrariar a orientação partidária mais uma vez. Em 2011, ano de sua estreia como parlamentar, ele foi repreendido pelo partido por ter votado a favor do salário mínimo de R$ 600, valor acima do defendido pela bancada, que integrava a base de apoio da então presidente Dilma. A legenda, que agora apoia Temer, ainda não anunciou como votará na reforma da Previdência.

Nenhum comentário: