segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

CEARÁ-MIRIM: POLUIÇÃO SONORA ANTECIPA VOLTA DE VERANISTAS

Poluição Sonora

Por Ricardo Sobral

Muitos, prevenidos, não foram. Outros, esperançosos da existência de autoridade, foram mas retornaram hoje mesmo quando chegaram e viram a situação. Há ainda outros, com receio de assalto no trajeto noturno, que deixaram para retornar para suas residências na manhã deste domingo. Teve também quem, já estando na praia, pegou o caminho de volta para suas casas, se antecipando ao problema.
O fato é que a poluição sonora nas praias está insuportável. Em Muriú, naquela área das barracas, algo em torno de 200 metros quadrados, tem cinco enormes paredões disputando o som mais alto.
Ninguém consegue assistir TV ou até mesmo conversar.
Poluição sonora ataca o sistema nervoso, causa surdez, stress, irritabilidade, insônia, déficit de atenção, depressão, incapacidade de concentração,além de outros males neurológicos. Trata - se, pois, de grave problema de saúde pública. Não obstante, o cidadão não tem a quem recorrer no município para fazer cumprir a lei, impedindo com eficácia e efetividade o cometimento de tal abuso.

Nenhum comentário: