sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

O BLÁ BLÁ BLÁ DE LULA

Lula contra o PT

O PT está perdido.

O único que sabe o que quer é Lula: evitar a cadeia. Mesmo que, para isso, ele tenha de afundar o partido ainda mais.
Diz o Estadão:
“A estratégica política de Lula – a respeito da qual o PT não assumiu ainda uma posição oficial porque continua lambendo as feridas do impeachment e do desastre das urnas de outubro – está claramente colocada em termos simples, com forte apelo emocional. Resume-se a dois slogans: ‘Fora Temer’ e ‘Diretas já’. Mas como realizar diretas já se, na improbabilidade de Temer perder o mandato, a Constituição determina que a substituição seja feita por eleição indireta pelo Congresso Nacional?
É aí que Lula ‘inova’. Lançou em Salvador a ideia de eleições diretas para a Presidência da República em outubro próximo, daqui a 10 meses. Não se deu ao trabalho de explicar como seria possível viabilizar essa proposta absolutamente sem pé nem cabeça. Mas esse detalhe não preocupa Lula, desde que os ‘movimentos sociais’ sob sua influência disponham de palavra de ordem para gritar nas ruas e nos palanques.
Essa seria a perspectiva político-eleitoral de Lula, não fosse ele quem é. Ocorre que o chefão do PT, apesar de ser o ‘homem mais honesto do Brasil’, é um ‘perseguido’ da Justiça, envolvido em cinco investigações sobre corrupção, três delas no âmbito da Lava Jato. Condenado, tornar-se-á ‘ficha suja’, inelegível para qualquer cargo público. Essa possibilidade é cada dia mais plausível, a julgar pelo andar da carruagem, isto é, pelas delações dos antigos amigos do peito do ex-presidente”.

Nenhum comentário: