sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

MORTES EM PARATY: ARMAÇÃO OU COINCIDÊNCIA?

Desastre: hotel era de encontros e repasse de propina

downloadQuem diz é Natuza Nery, hoje, na sua coluna Painel da Folha de S.Paulo:
Na Operação Lava Jato, o hotel Emiliano, em São Paulo — cujo dono, Carlos Alberto Filgueiras, era também proprietário do avião que sofreu o acidente — aparece em depoimentos como local de encontro para conversas e repasses de propina.
Em delação, o dono da construtora UTC, Ricardo Pessoa, disse ter se reunido com Renan Calheiros no hotel, onde o presidente do Senado estava hospedado, para negociar doação à campanha do filho dele ao governo de Alagoas.
Réu na Lava Jato, o ex-ministro José Dirceu já havia voado várias vezes na mesma aeronave em que estava Teori. Antes de ser preso, o petista era habitué da casa de luxo de Filgueiras no litoral do Rio de Janeiro.

Nenhum comentário: